História de Sadako Sasaki



Conta a história que Sadako Sasaki tinha quase dois anos quando a bomba atômica explodiu há cerca de uma milha de sua casa em Hiroshima. Aparentemente ilesa, ela escapou com a mãe e o irmão mais velho em direção ao Rio Oto. Na fuga foram encharcados pela chuva preta radioativa que caiu ao longo do dia.

Até a idade de doze anos Sadako aparentava estar normal. Uma menina saudável, estudava e brincava como as outras, e uma das coisa que mais gostava era correr. Destacava - se nas corridas do colégio, quando de repente começou a sentir tonturas. Não disse a ninguém, achou que poderia ser um desgaste provocado pelo exercício.

Certa manhã, ela sentiu-se tão mal que caiu e ficou estendida no chão. Então levaram-na para um hospital da Cruz Vermelha. Sadako estava com leucemia, o câncer no sangue, decorrente da radiação recebida pela descarga da bomba.
Outras crianças de Hiroshima começaram a apresentar os mesmos sintomas decorrentes da radiação recebida pela descarga da bomba. Quase todos morriam e Sadako ficou assustada pois não queria morrer.

Sua melhor amiga, em uma visita ao hospital, contou-lhe da lenda do tsuru: se uma pessoa dobrar mil Tsurus e fizer pedido a cada um deles, seu pedido será atendido. Propôs que dobrasse os mil tsurus, na intenção de obter a cura. E a menina começou então a dobrar, porém sua enfermidade se agravava a cada dia. Sadako disse aos tsurus: "Eu escreverei paz em suas asas e você voará o mundo inteiro.”

Mas Sadako não teve força para dobrar os mil pássaros... Dobrou 964 tsurus até 25/10/1955, quando morreu.

Seus amigos uniram-se e dobraram os Tsuru restantes a tempo para seu enterro. Mas eles queriam mais, desejaram pedir por todas as crianças que estavam morrendo em consequência da explosão da bomba atômica.

Iniciaram uma campanha nacional para construir um monumento em memória a Sadako, e de todas as crianças feridas ou mortas pelo efeito da bomba. Formaram um clube pela paz, e começaram pedir recursos para construir o monumento. Estudantes de mais de 3.000 escolas no Japão e de 9 outros países contribuíram e, em 5 de maio de 1958, o Monumento da Paz das Crianças foi inaugurado no parque da Paz de Hiroshima.

Todos os anos no Dia da Paz (06/08) pessoas do mundo inteiro enviam tsurus de papel para o Parque. Desde então o tsuru de papel tornou-se um símbolo internacional do movimento para desarmamento nuclear.

A corajosa luta de Sadako para ter o seu desejo concedido terminou antes que ela dobrasse os mil pássaros, mas ilustra paciência, coragem, esperança e ativismo criativo em face a dor e a morte. É uma história do poder de crianças, que trabalhando juntas por uma causa comum, abriram um canal criativo para a expressão pacífica do medo sobre a guerra e sobre a esperança por um mundo melhor.

As crianças desejam espalhar a mensagem esculpida à base do monumento de Sadako:

Este é nosso grito
Esta é nossa oração:
Paz no mundo

"Sadako onde você estiver, saiba que sua mensagem está sendo conhecida no mundo todo, esperamos que seja também cumprida"

Faça você também parte dessa luta! Certo é que ao dobrarmos cada figura, nela são depositadas a nossa fé, esperança, carinho, energia e amor, formando uma espécie de corrente com vibrações positivas!!!